10/03/2017

Então... é o Fim.


Eu sempre temi que esse dia chegasse, e tentei acreditar com todas as minhas forças que nunca chegaria: o dia em que eu clicaria em "nova postagem" e começaria a derramar mil e um motivos sobre o porquê de o blog chegar ao fim. Muita coisa já aconteceu, inclusive o blog ficou fechado por alguns meses durante o ano passado, mas era diferente. Naquela época eu sabia que voltaria em breve com tudo renovado. Dessa vez, não sei se volto e nem quando. Na verdade, é pouco provável isso acontecer, porque o que aconteceu foi a vida.

Quando ainda estamos na escola e criamos um blog, vai chegar uma hora (provavelmente depois de se formar no ensino médio) na qual será necessário tomar decisões importantes. Ou a pessoa irá trabalhar com o blog e não ingressará na faculdade, ou ela terá que abandoná-lo para conseguir focar nos estudos para passar e se manter na média. É claro que existem exceções, principalmente quando a pessoa faz cursos mais leves (e que não sejam em horário integral) mas não será meu caso. Decidi que 2017 será O ANO de estudos, no qual eu irei me esforçar para entrar na faculdade de Medicina Veterinária na UFMG e honrar toda a ajuda e apoio que estou tendo. Graças a Deus, esse ano já começou mais que abençoado e quero aproveitar tudo ao máximo e para isso, preciso abrir mão de algumas coisas. Em nada estaremos por inteiro se houverem várias coisas requisitando nossos pedaços. O blog é um hobby que eu amo e que eu nunca gostaria de deixar. Mas depois de ter ficado muito tempo fechado como já citei, começamos a passar por uma fase difícil, pois perdemos muitos leitores que não souberam da volta/mudança e eu me sentia falando sozinha pois para mim, um blog não tem sentido assim... tentei continuar firme mas a animação estava cada vez menor. E agora vieram os estudos e a dificuldade em focar em uma só coisa. Eu não consigo expressar o quanto estou triste por dizer isso... mas realmente, este é o tão temido fim. Quero agradecer a todos que passaram por aqui algum dia nesses quase 6 anos de blog e deixaram um pouco de carinho. Saiba que foi muito, muuuuito importante para mim.

Eu ainda vou estar em algumas redes sociais. Então vem cá

Beijocas e... adeus.
Com carinho, Polyana Pinheiro.

08/03/2017

8 on 8 - Arte de Rua


Cá estou eu, tirando as teias de aranha do blog porque afinal é dia 8 e dia 8 é mais que sagrado porque é dia de Projeto Fotográfico. Yay! O tema desse mês é Arte de Rua e confesso que, mais uma vez, foi um dos mais complicados para esta pessoa que vos escreve pelo simples motivo de: eu não saio de casa, e só se fotografa arte de rua na rua (eu, hein). Além disso, morro de medo de ser assaltada e a distração enquanto se tira uma foto parece a hora perfeita para pessoas má intencionadas levarem facilmente nossos pertences que não compramos com a mesma facilidade e sim com muito suor. Estava pensando seriamente em arregar e não postar o desafio esse mês. Porém, contudo, todavia... eis que o professor do cursinho passa um trabalho com o objetivo de registrarmos Arte Urbana pelas ruas de nossa cidade. Coincidência, não?!

Não tive escapatória.

Mas ocorreu tudo bem. Chamei meu pai para me acompanhar (ele foi meu guarda-costas, hehe) e em um domingo agradável passeamos pelo centro de Belo Horizonte (Minas Gerais) e fotografei bastante, tanto que foi bem difícil escolher apenas 8 fotos. Bem, arte é algo bem amplo. A arte de Rua engloba grafites, como já é de praxe, mas vai além disso. É qualquer forma de expressão permitida e que não fira os patrimônios públicos e privados (portanto exclua pixações da lista) e que não segue o padrão da cidade, ou seja, se destaque ali. Dança, música, atuação, etc, pelas ruas  também são exemplos de arte de rua. Dito isso, bora ver as  fotos!


Grafite próximo à Praça da Estação, em Belo Horizonte.


Estátuas humanas bem simpáticas na Feira Hippie (que acontece todo domingo na Av. Afonso Pena em frente ao Parque Municipal de Belo Horizonte - aí está mais dois lugares para não deixar de ir caso venha para BH). Eu fiquei alguns minutos observando-as e me impressionei com a quantidade de pessoas que parava para assistir, tirar fotos e colocar algum dinheiro para eles. E sempre que isso acontecia, as "estátuas" se mexiam e se exibiam, fazendo uma festa com a pessoa que colaborou. Bem legal.


Grafite na Rua dos Aimóres cortando com a Rua da Bahia, em Belo Horizonte.


Desenhista também na já citada na Feira Hippie.



Dançarinos de HipHop na Feira Hippie.


Grafites na Rua da Bahia (que é enooooorme). Eu amei essa foto. Por ter dois grafites e uma loja no meio causou-me a impressão de arte urbana mesmo. E a forma como tudo casa, combina, parece quase proposital.


Menininha assistindo grupo de dança na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.


Dois murais e uma quaresmeira em flor na Rua Gonçalves Dias, em Belo Horizonte. Muita arte para uma foto.

////////////////////////////////////////

Visite os blogs que estão participando conosco e descubra como cada blogueira interpretou o tema do mês!

O tema anterior foi Do Alto. Não viu? Confira clicando aqui!

Beijocas e até a próxima!

20/02/2017

O Que Assisti em 2016 (Filmes, Séries e Novelas)


Eu nunca fui muito de assistir filmes e séries e não sei porquê, já que eu amo fazê-lo. Então decidi que em 2016 faria mais coisas que gosto, dentre elas assistir mais filmes. Uma coisa que ajudou muito foi ter Netflix no final do ano. Como eu consegui viver tanto tempo sem? 

Optei por não fazer um post para cada filme e sim um postão com todos. Não foram muitos, já adianto, mas foram mais filmes do quê em qualquer outro ano da minha vida. Esse ano quero ver pelo menos o dobro e principalmente gêneros variados. Será que conseguirei? Me indiquem filmes bons!

Agora, vamos ao que interessa.

Filmes
A 5º Onda


Título Original: The 5th Wave | Gênero: Ficção  Científica/Aventura
Duração: 1h 52min |  Ano: 2016  | Nota: ⭐️⭐️⭐️
Cassie  (Chloe Grace Moretz) tem uma vida como a de qualquer adolescente comum. Divide seu tempo entre escola, amigos, família e pensamentos sobre um cara que nunca reparou nela. Até que um dia, algo estranho acontece: uma espécie de espaçonave gigante aparece nos céus, acima da cidade onde mora e fica lá durante dias. No começo, a "coisa" não faz nada e ninguém consegue descobrir o que é aquilo. Mas depois, começam os ataques, chamados de ondas... e Cassie se vê sozinha, tendo que lidar com o desconhecido e desejando ter sua vida patética de volta.
Eu queria muito ler o livro antes, mas lançaram o filme e acabei assisitindo sem ler. Confesso que o filme me decepcionou. As melhores cenas acontecem nos primeiros minutos, antes de se transformar em um filme chato e cansativo, daqueles típicos romancezinhos forçados. O que prometia ser um baita filme de ficção científica sobre aliens virou mais um clichê adolescente. Et's, me levem logo, aff!

Mas no fundo, eu sentia que aquela história tinha mais a oferecer (afinal, costumam mudar muita coisa na adaptação cinematográfica), e eu via tanta gente falado bem do livro... então insisti e o li. Nossa. Passaram por cima de muita coisa na hora de fazer a adptação, e olha, essas coisas fizeram muita falta! Alguns fatos ficaram mau explicados no filme (ou nem foram explicados) e isso tornou difícil acreditar na estória e entender a lógica por trás de tudo. Ao ler o livro, foi como se todos os buracos fossem tapados. E não para por aqui... minha comparação rendeu tanto que provavelmente será pauta de um outro post, então não vou me aprofundar agora. Aguardem!

_________________________________________

Minha Mãe Quer Que Eu Case


Assista ao Trailer Aqui
Título Original: Because I Said So | Gênero: Comédia, Romance
Duração: 1h 42min | Ano: 2007  | Nota: ⭐️⭐️⭐️
Daphne (Diane Keaton), mãe solteira de três filhas, sempre temeu que elas acabassem como ela. Duas se casaram, mas a caçula Milly (Mandy Moore) não consegue se firmar em nenhum relacionamento, o que deixa a mãe preocupada. Com o sexagésimo aniversário de  Daphne chegando, o maior presente para ela seria que Milly apresentasse alguém na festa de aniversário mas ela percebe que isso não vai acontecer. Ela então ela decide "ajudar" a filha sem a mesma saber, criando um perfil para Milly em um site de relacionamento e divulgando nos jornais. Só que Daphne não entende que o que os pais querem para os filhos nem sempre é o que eles querem para si e que esse ato pode gerar confusão, desentendimento e atrapalhar a até então boa relação das duas.
Muita gente odiou Daphne, mas eu simpatizei muito com ela e acho que o fato de ser alegre, faladeira, super protetora e até meio chata às vezes é realmente a graça da personagem. A mensagem principal que consegui captar foi a que contei na sinopse acima: Uma pequena crítica àquelas mães que querem decidir coisas na vida dos filhos que só cabem a eles. O filme é uma comédia romântica leve para aquelas horas que queremos apenas ver um filme bobinho para relaxar.  Uma curiosidade: A atriz que interpreta Milly é a mesma que fez o papel de Jamie no filme Um Amor Para Recordar.

_________________________________________

(500) Dias com Ela


Assista ao Trailer Aqui
Título Original:  (500) Days of Summer | Gênero: Comédia, Drama, Romance
Duração: 1h 36min |  Ano: 2009 | Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️
Existe amor à primeira vista? Pois é isso que acontece com Tom Hansen (Joseph Gordon-Levitt). Ele trabalha escrevendo frases para cartões comemorativos e se apaixona por Summer (Zooey Deschanel), a nova funcionária da empresa. Durante muito tempo ele tenta se aproximar sem êxito, até que ficam juntos, mas Summer logo diz que não quer nada sério. Ela não acredita no amor. Acha tudo isso uma bobagem. E ele... ah, é um romântico incorrigível. Tom, apaixonado, aceita a condição com a esperança de que ela mude de ideia afinal, eles passaram dias incríveis juntos. E ele vai e volta no tempo, relembrando cada um desses dias e percebendo coisas e sinais que não tinha percebido antes. Mas mal sabe ele que essa não é uma história de amor. Pelo menos, não de amor correspondido.
Nesse filme, há uma inversão de papéis bem interessante. Na sociedade, a mulher sempre foi vista como o lado emocional, sensível, apaixonado e esse filme mostra que nem sempre é assim. Porque os homens não podem ser sensíveis? Isso jamais os torna menos homens.

Vou confessar uma coisa: apesar de o filme deixar bem claro desde o início que eles não iriam ficar juntos, no final senti uma raiva enorme de imediato. Na vida, não seria maravilhoso saber se algo vai dar certo antes mesmo de acontecer para não quebrar a cabeça, sofrer e passar raiva? Mas aí é que está. Se a gente não passasse por essas situações, não aprenderíamos as lições que elas sempre passam. Ás vezes, as situações ruins trazem coisas boas também. E Tom aprendeu isso da pior maneira. Existe uma frase que diz "Algumas pessoas foram feitas para se apaixonar, mas não para ficarem juntas". Acredito que ela traduza a história do filme.

_________________________________________

Se eu Ficar



Título Original: If I Stay | Gênero: Comédia
Duração: 1h 38min |  Ano: 2003  | Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️
O filme conta a história de uma garota tímida e introspectiva chamada Mia Hall (Chlöe Grace Moretz), que se sente completamente deslocada em sua família extrovertida e roqueira por gostar de música clássica e tocar violoncelo. Ela conhece Adam (Chlöe Grace Moretz), um garoto popular do colégio e guitarrista de uma banda e o amor pela música os une. Só que Mia sofre um acidente junto com sua família e a garota tem uma experiência extra-corporal, onde sua alma vê tudo que está acontecendo enquanto seu corpo permanece em coma no hospital. O filme gira em torno das lembranças de Mia, enquanto sua alma as coloca na balança junto a todos os acontecimentos para fazer uma das escolhas mais importantes de sua vida: ficar ou partir.
Um filme muito delicado. Talvez pela leveza com que trataram um assunto difícil, ou pela trilha sonora e fotografia tão belas. Nos faz refletir sobre as escolhas que temos que tomar durante a vida e as consequências que elas trazem. Gostei bastante. Uma curiosidade: Mia é interpretada por Chlöe Grace Moretz, a mesma atriz que interpretou Cassie em A 5º Onda e Rachel em (500) Dias com Ela, todos citados anteriormente.

_________________________________________

Gatos, Fios Dentais e Amassos 


Título Original:  Angus, Thongs and Perfect Snogging | Gênero: Comédia
Duração: 1h 40min |  Ano: 2009  | Nota: ⭐️⭐️⭐️
Quando o novato Robbie (Aaron Taylor-Johnson) chega a escola, Georgia Nicolson (Georgia Groome) se encanta e decide fazer de tudo para conquista-lo. E quando digo tudo, é tudo mesmo. Passando os dias bolando planos infalíveis e colocando as amigas para ajudar, ela tem certeza de que conseguirá fazer o gato mais velho nota-la. Prestes a completar 15 anos, ela começa a bolar uma festa de aniversário grandiosa. Mas agora, terá que lidar com dois problemas-monstro para a adolescente: sua mãe não quer deixa-la fazer a festa e Robbie está namorando sua maior rival.
Gatos, Fios Dentais e Amassos retrata, com uma pitada de comédia, todos dramas adolescentes como o primeiro beijo, o primeiro amor, auto aceitação, dificuldades em se relacionar com os pais, a importância de ser voce mesma, a força da amizade dentre outros. Gostei muito da atriz que interpreta Georgia, também chamada assim. Ela é engraçada e carismática, tornando fácil a simpatia com a personagem e também um pouco dramática, afinal, é um quesito importante para interpretar uma adolescente, né?!

Não preciso dizer que ele é meio clichê e bobinho, né? Mas justamente essa é a graça. No mínimo vai se divertir lembrando da época em que tudo parecia ser o fim do mundo (se você não for mais adolescente, claro).


Séries/Novelas
Stranger Things


Assista ao Trailler Aqui
Título Original: Stranger Things | Gênero: Drama, Fantasia, Suspense | Temporadas: 1 até o momento
Ano: 2016 | Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ ❤️
Ambientada nos anos 80, Stranger Things conta a história do desaparecimento misterioso de um garoto chamado Will Byers (Noah Schnapp) na cidade de Hawkins, Indiana. Seus amigos começam a procurá-lo sem saber do perigo que correm e acabam encontrando uma menina muito estranha que diz chamar Eleven (Millie Bobby Brown) e é, na verdade, um experimento ultra-secreto do governo.
Não poderia deixar de assisitr a série que causou reboliço nas redes sociais em 2016. E olha, zero arrependimento! Stranger Things é lotada de referências de filmes e coisas oriundas dos anos 80. É como um filme em formato de série, tem um enredo bacana super envolvente e não é terror - fiquem tranquilas, pessoas medrosas como eu - e sim suspense.  A trilha sonora é muito boa, com músicas antigas inclusive Should I Stay or Should I Go da banda The Clash que aparece várias vezes por ser a música preferida do Will. Ah, não posso deixar de mencionar a atuação dos atores, que é ótima - principalmente dos mirins. Mas meu personagem preferido é o Delegado Jim Hopper (David Harbour).

_________________________________________

Sou Luna


Assista ao Trailler Aqui
Título Original: Soy Luna | Gênero: Comédia dramática, Musical | Temporadas: 2 até o momento
Ano: 2016 | Nota: ⭐️⭐️⭐️
Luna Valente mora em Cancún, no México e é completamente apaixonada pela cidade. A garota trabalha em um restaurante, fazendo entregas de patins e sonha em ser patinadora profissional. Tudo vai bem em sua vida até seus pais receberem uma proposta de trabalho na Argentina, para trabalharem na casa de uma mulher muito rica chamada Sharon. Luna endoida e não quer ir, e seus pais pensam em negar mas Sharon, decidida a tê-los como funcionários, aumenta a proposta cada vez mais e oferece à Luna uma vaga em uma das melhores escolas do país. Pensando na boa educação que a filha vai ter, os pais de Luna aceitam mesmo ela sendo contra. Chegando lá, Luna descobre uma pista de patinação e percebe que é a mesma que ela estava patinando em um sonhos noites antes. Aliás, ela tem muitos sonhos estranhos e mal sabe que eles podem revelar quem ela é de verdade.
Um dia, enquanto procurava algo para ver na TV percebi que estava passando o primeiro capítulo de Soy Luna, a novela que veio para substituir Violetta (não, eu não assisti e mau conheço). Comecei a assistir como quem não quer nada e de repente lá estava eu todos os dias, assistindo o próximo capítulo. Para falar a verdade, realmente não sei ao certo o que me cativou nessa novela. Diferentemente das novelas que estamos acostumados, com traições, mortes e baixarias, Soy Luna trás uma história simples, clichê e até muito bobinha. Mas talvez tenha sido exatamente isso que me fisgou: a ingenuidade da novela infanto-juvenil. Apesar de alguns esteriótipos - que já era de se esperar - os personagens são bem legais e eu gostei muito dos atores. A novela mistura música, patins e uma pitada de teatro. E falando em música, eu adorei a trilha sonora e acho que ela teve uma grande parcela de culpa por eu gostar da novelinha. Pode rir, não me importo! Hehe'

////////////////////////////////////////

Espero que 2017 seja um ano de muitos filmes bons e inspiradores..

Beijocas e até a próxima!

08/02/2017

8 on 8 - Do Alto


Hoje é dia 8, o que significa que é dia de projeto fotográfico! Como já perceberam pelo título, o tema desse mês é "do alto" e, na minha opinião, o mais difícil até agora. Eu interpretei de três formas, como vão reparar: Fotos de algo alto/que estava no alto, fotos tiradas de cima (ou seja, do alto) e fotos que tirei quando eu estava no alto. Quis explicar pois acho que pode ter ficado meio confuso e talvez até difícil de perceber minha lógica, hehe'.

Confesso que minha dificuldade não foi apenas com o tema (apesar de ter gostado inicialmente). Janeiro foi corrido. Ou eu estava na rua resolvendo problemas, ou em casa com minha afilhada (que passou algumas semanas comigo). Não saí para nenhum lugar diferente, muito menos para onde eu conseguiria tirar as fotos do jeito que imaginei, então esse mês do projeto não foi meu preferido. Mas mês que vem tentarei me esforçar mais (espero que seja um tema que me inspire mais). Chega de conversa e bora ver as fotos!


Lustre da sala. Era verde, mas enjoamos... daí comprei tinta spray e pintei de cobre. Eu adoro ele.


Estava andando no centro de Belo Horizonte (Minas Gerais) quando vi essa linda construção (ou arquitetura? não sei a palavra correta). Se trata da Basílica Nossa Senhora de Lourdes, e é ainda mais bonita pessoalmente. Um dia quero entrar. Deve ser lindo por dentro também.



TEM que ter foto de flor, ou não sou eu. Particularmente amo essa.



De dentro do trem (trem mesmo, não metrô), consegui captar essa imagem em algum ponto entre Minas Gerais e Espírito Santo. Não é uma foto recente mas nunca postei aqui. Gosto muito dela  e encaixou no tema.




Marie ás vezes dá uma de câmera de segurança e fica olhando o movimento em nossa casa de cima da estante da sala. Mas essa nossa câmera não apenas vigia, mas também bota para correr qualquer ladrão metido á besta quando mostra suas presas super afiadas e solta seu poderoso RAW! (fotos tiradas no exato momento= ❤ )



Sombra da folha da palmeira do jardim (que já foi bem cuidado mas agora quase chora de vergonha de si mesmo) vista da janela do nosso apartamento no segundo andar do prédio.



Casa na casa.

////////////////////////////////////////

Visite os blogs que estão participando conosco e descubra como cada blogueira interpretou o tema do mês!


////////////////////////////////////////

Beijocas e até a próxima!

01/02/2017

Download: Wallpaper Agradecer Com e Sem Calendário Fev/17


Eu estava com muita vontade de mudar o wallpaper do meu notebook, mas enjoei dos que eu tinha aqui então decidi tentar fazer um eu mesma. Adorei a experiência e já tenho ideias para outros! Resolvi disponibilizá-lo para vocês baixarem, caso também queiram personalizar seus desktops com esse wallpaper simples, mas modéstia parte, lindinho. Trouxe duas versões, com e sem o calendário do mês e também para tablet e celular. Aliás, fevereiro chegou! Vocês não imaginam o quanto eu estava ansiosa por isso (e não é por causa do meu aniversário). Começos são sempre animadores, não é mesmo?

Agora chega de enrolação e vamos ao que interessa.